Recomendações

(50)
Mario Matto
Mario Matto
Comentário · ano passado
A realidade é que os bancos usam os órgãos como o Serasa para extorquir os clientes que tiveram alguma inadimplência em algum momento e "regeneram" dividas que antigas para forçar o pagamento desta a valores irreais e com taxas e correções abusivas , exp:
Eu tinha conta no bradesco na década de 90 , extraviei minha carteira com um talão de cheques pela metade.
Mesmo ligando pro banco e informado a gerencia sobre o ocorrido e pedindo para sustar os cheques a partir daquela data, mesmo assim tive dois cheques compensados (pagos) pelo banco e o pior , o saldo ficou negativo por causa disto.
Fui ao banco e solicitei copias dos cheques para ver a assinatura falsa e saber o motivo do porque haviam pago algo mesmo com o pedido de sustação.
O gerente disse que resolveria isto internamente e que não precisaria me preocupar.
A conta foi regularizada,saldo normalizado e usei esta conta durante mais alguns meses retirando normalmente talões e algum tempo depois eu a encerrei por movimentar mais com outro banco. Pensei que tudo tinha terminado.
Na época meu nome não foi para o Serasa.
Em 2011 , apenas 15 anos depois , fui negativado pelo banco BRADESCO porque este cobrou um adiantamento em conta não pago daquela época e e cobram quase 3.000,00 reais sobre meros 150/200,00 pelo saldo que ficou negativo dos cheques pagos pelo banco indevidamente.
Requentaram a divida e a repassaram para empresas de cobranças que nos perpetuam como inadimplentes pelo resto da vida.
Portanto afirmo que nem todo nome que está nos órgãos de defesa do consumidor engravatado (tipo este Serasa) é por ser realmente inadimplente.
O Serasa é uma ferramenta poderosa para os bancos extorquírem os clientes.
Quem fiscaliza isto ?
Marco Aurelio Vicente, Gerente de Produtos Bancários
Marco Aurelio Vicente
Comentário · ano passado
Pedro, vide a resolução 3972 do BCB, Art2º sobre o assunto:

IV - a gratuidade do fornecimento de até dez folhas de cheques por mês, desde que o correntista reúna os requisitos necessários à utilização de cheques, de acordo com a regulamentação em vigor e as condições pactuadas, nos termos do art. 2º da Resolução nº 3.919, de 25 de novembro de 2010.

Parágrafo único. As regras para o fornecimento de folhas de cheques ao
correntista devem ser estabelecidas com base, entre outros, nos seguintes critérios:
I - saldo suficiente para o pagamento de cheques;
II - restrições cadastrais;
III - histórico de práticas e ocorrências na utilização de cheques;
IV - estoque de folhas de cheque em poder do correntista;
V - registro no Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos (CCF); e
VI - regularidade dos dados e dos documentos de identificação do correntista.

É importante notar, que apesar de 10 folhas de cheque constarem como direito do cliente, elas são direito de modo gratuito, DESDE QUE reúnam os critérios necessários para a utilização de cheques, estes critérios elencados nas alíneas I a VI do parágrafo único. Além disso, é importante notar que no parágrafo único, diz que são estes os critérios base para o fornecimento de cheques, porém, não determina que sejam os únicos critérios ao mencionar "entre outros".
Por um outro lado, alguns correntistas por não terem movimentação na conta querem cheques. É preciso saber o motivo desse querer cheque, pois ha muitos casos em que ocorrem golpes na praça e também de inadimplência por causa de cheques sem fundo. E isso ocorre muito, por isso as instituições financeiras analisam com cuidado o pedido de cheques do cliente, quando este tem movimentação insuficiente ou somente esporádica.
Claro que existem outros fatores, mas a respeito de leis e fornecimento de cheques, esse é um dos mais importantes.
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres
Fale agora com Rodrigo
(038) 99995-88...Ver telefone
Rua Irmã Beata, n. 200, sala 202, Centro - Minas Gerais (Estado) - 39400-110

Rodrigo Silva Froes

Rua Irmã Beata, n. 200, sala 202, Centro - Minas Gerais (Estado) - 39400--110

(038) 99995-88...Ver telefone

Entrar em contato